PPA Igatu

PPA em Igatu elege abastecimento de água como prioridade


Democracia e transparência marcaram audiência pública

Por mais de 4 horas moradores de Igatu e poder público municipal de Andaraí dialogaram sobre ações para ampliar a qualidade de vida na Vila, as quais devem ser executadas nos próximos quatro anos. Assim aconteceu a audiência do PPA, Plano Plurianual participativo 2018/2021.

A população apresentou sugestões, compartilhou idéias e ouviu explicações das condições técnicas orçamentárias para realizá-las.

“Estamos aqui para ouvir os moradores, afinal ninguém mais do que eles conhecem a realidade que os cerca e podem eleger prioridades. Saímos extremamente satisfeitos por que mostramos como funciona um serviço público democrático e sentimos que, mais uma vez, Igatu continuará se unindo para ser cada dia melhor”, frisou o prefeito de Andaraí, João Lúcio Passos Carneiro.



DESTAQUE

Dentre as questões que foram sugeridas na audiência ocorrida no Mercado Municipal, no 14 de maio de 2017, o sistema de abastecimento de água firmou-se como a principal questão a ser resolvida. De forma transparente, o poder público municipal, evidenciou que existe a necessidade de uma ação coletiva, já que inúmeros são as razões que parecem prejudicar o abastecimento gratuito da Vila. (A prefeitura é responsável pelo abastecimento, mas não cobra pelo serviço)

Denúncias de captações irregulares, de inúmeros desvios, de vazamentos eternos, de grandes desperdícios, de ausência de caixas de água, de falhas administrativas fizeram todos perceber que a resolução deste problema dependerá totalmente do coletivo.

Tratado como emergencial, o poder público assumiu o compromisso que, já na sexta, o Secretário de Infraestrutura visitará a Vila para avaliar as situações relatadas no momento. Afinal, após ajustes técnicos ocorridos no inicio do ano, a falta de água havia diminuído muito e as queixas, cessadas.

Também ficou acertado a necessidade da Criação de uma Comissão de moradores da Vila para se investigar denúncias e criar estratégias de conscientização de uso correto da água, pois o desperdício é fato conhecido por quase todos.

O poder público solicitará da Embasa a parceria para envio de um técnico que possa realizar análises do sistema hidráulico apresentando um diagnóstico da situação.

No final todos saíram conscientes que mais do que a água na torneira é preciso jorrar união e amor ou meio ambiente.