1º Dia do festival de Igatu 2017

Festival de Igatu 2017 começa com homenagens ao povo da vila
 

Com o tema "História de um Povo", a noite foi marcada pelo brilho das Rendeiras e lavadeiras de Igatu, dos Corais das Escolas de Tempo Integral, do Núcleo de Cidadania dos Adolescentes (Nuca), do Programa Esporte e Lazer na Cidade (Pelc), das Ciganas do Amor, dos Meninos Vaqueiros de Ubiraitá, do imperador do Divino, Italo Vinicius, da dança do Colégio Municipal, dos jovens de Igatu, Maria Calu e Vinícius Cantarelli, do Jorge Rustom e Banda, e do Sarau Pop, que emocionou o público presente.

Por meio de apresentações de teatro e música, danças e performances, os grupos, todos filhos da região, contaram a história do município e da Chapada Diamantina que são marcadas pelo carimbo e pelas influências de todos que fizeram morada nesta região. Mas, o festival também abordou temas fundamentais para o crescimento da nossa sociedade, como o combate ao machismo e a valorização da mulher.

Para o prefeito de Andaraí, João Lúcio, o festival que já se tornou um dos principais eventos da Chapada Diamantina é um momento muito importante para valorização e preservação da cultura local. “Este ano escolhemos o tema ‘A história de um povo’ porque o festival é não é apenas um produto turístico, mas uma maneira lúdica e alegre de celebrar o nosso povo e as nossas raízes, que por sinais são apaixonantes (risos)”, disse.

O Festival de Igatu está sendo realizado pela Libélula Produções Artísticas, conta com o patrocínio fundamental da Bahiatursa, Governo do Estado da Bahia, da Prefeitura Municipal de Andaraí, Governo de Mãos Dadas com o Futuro, com apoio institucional da Secretaria Municipal de Educação e Secretária de Meio Ambiente e Turismo de Andaraí, SEMATUR.