Calendário de Eventos 2017

 
EventoData PeríodoCaracterísticas
Cantoria de Reis

1 a 6 de
Janeiro

Os Ternos de Reis, uma das mais antigas tradições da nossa região, começa, geralmente, a partir do dia 1º de janeiro, mas alguns saem desde dezembro. Os cantadores de reis, ou reizeiros (como são conhecidos), percorrem as casas atrás do menino Jesus no presépio, com seus típicos chapéus enfeitados com fitas coloridas, espelhos e penas de pavão. É como se refizessem o caminho dos reis magos. Com viola, pandeiro e tambores de couro entoam suas cantorias reafirmando esta cultura ancestral que teima em sobreviver a revelia do consumismo que tomou conta do Natal. Assim também acontece com os presépios, bela tradição de muitas casas andaraienses que mistura crenças e costumes conservando a riqueza espiritual do povo da Chapada.
     
Festa de São Sebastião 20 de Janeiro Os festejos em homenagem a São Sebastião acontecem no Distrito de Igatu. São Sebastião é o padroeiro da vila que tem uma belíssima igreja de pedra dedicada a ele. São realizadas uma ou duas noites de festa noturna com bandas ou Dj. O dia 20 começa com alvorada, acompanhada pela Filarmônica, que participa também da missa e de uma bela procissão que leva o santo por toda a vila.
     
Igatu Boulder Janeiro Festival de escalada realizado no Parque Municipal de Igatu e que atrai turistas e escaladores de todo o país. A grande diversificação dos setores de escalada, as belezas naturais e a estrutura turística oferecida pela vila garantem aos visitantes aventura e diversão.
     
Carnaval Sócio Cultural Fevereiro Na sede se festeja o Carnaval Sócio Cultural. Um resgate dos antigos carnavais, com marchinhas tocadas pelos músicos da Filarmônica 28 de abril e com o bloco de idosos do Grupo Feliz Idade. Além desse bloco, os bandeirantes e escolas municipais participam. A irreverência entra na festa quando as Piriguetes da Rua do Lajedo, o bloco das Muquiranas, ambos travestidos, ganham as ruas.
     
Carnaval Tradicional de Igatu Fevereiro Na vila de Igatu se festeja um carnaval alegre e divertido, também no formato dos carnavais de outrora, com marchinhas e blocos de mascarados. De noite a folia continua com festa no Mercado Municipal.
     
Rabeia: Mastro do Divino Festa móvel
data móvel
Acontece um mês antes da Festa do Divino. Um pé de eucalipto é cortado e levado até a Travessa da Conceição. Ali é tarefa das mulheres enfeitá-lo com fitas e flores. O Mastro tem como finalidade hastear a bandeira do Divino em frente à Igreja Matriz, avisando que o imperador está para chegar. Uma verdadeira multidão, eufórica, o carrega pelas ruas da cidade, numa corrida alucinante como fugindo de touros nas festas de Pamplona na Espanha. Quando finalmente é fincado frente à igreja, os fies do Divino jogam papeizinhos com pedidos ao pé do mastro enquanto a terra e as pedras são socadas para segurá-lo. Muitas velas se acendem em torno e a fé do povo se manifesta em luz e orações.
     

Semana Santa
Lamentação das Almas

Semana Santa
Data móvel
Durante a quaresma e especialmente na Semana Santa os ternos de Almas de Andaraí e Igatu saem em procissão percorrendo cemitérios, igrejas e encruzilhadas rezando e cantando ladainhas e benditos para os mortos. Considerados patrimônio Imaterial os ternos das Almas representam o âmago da espiritualidade do nosso povo.
     
Aniversário do Mocambo 15 de abril Festeja o aniversário do assentamento com festa noturna animada com bandas e DJ.
 
     
Aniversário da Cidade 28 de abril Os festejos do aniversário da cidade são diversos e acontecem na sede e nos distritos. Alvorada, maratona, campeonatos, desfiles, apresentações histórico-culturais realizadas pelas escolas, grupos e organizações são algumas das atrações. Este ano ocorrerá uma animada gincana educativa sócio ambiental.
     
Festa do Divino Festa móvel
02, e 03 de junho
O traço mais marcante deste festejo é o cortejo imperial que sai às ruas, em procissão, com centenas de crianças vestidas à moda da corte portuguesa na época do império, com tronos e coroações, em vestes de cetim e veludo, enfeitadas de plumas, bordadas com rendas, lantejoulas, vidrilhos, missangas. São pajens, damas, guardas, Dons, anjos, andores, e os deslumbrantes trajes da imperatriz e do imperador com seus imensos mantos. Acompanhando o cortejo, a Marujada retrata as grandes façanhas marítimas dos portugueses durante o Império de Portugal. Criada em menção à Escola de Sagres, em Andaraí ela tem a função de defender o imperador. Os marujos seguem o cortejo com cantos de mar e de guerra, desenvolvendo coreografias e vestidos a caráter.
     
Santo Antônio 12 e 13 de junho O distrito de Ubiraitá festeja seu padroeiro com dois dias de festa dançante e uma bela festa religiosa no dia 13. Organizada integralmente pela comunidade, a missa pela manhã e a procissão pela tarde são marcadas pela fé do povo que acompanha Santo Antônio.
Paróquia Nossa Senhora da Glória
     
São João 22 a 24 de junho As ruas da cidade enchem de bandeirolas. As casas, desde as coloniais do centro histórico até as mais simples do bairro do alto são decoradas com temas juninos. Bonecos de pano, flores de papel, bananeiras e antiguidades, tudo vale para criar o ambiente que São João pede. Não faltam comidas típicas e licores para alegrar ainda mais as fogueiras que tomam conta das ruas. Também é possível dançar um forró ou um xote com os sanfoneiros que mantem a tradição pé de serra e se apresentam no palco da praça principal ou nos arraiais.
     
São João em Igatu 22 a 24 de junho A pequena vila se enfeita para receber o São João. Bonecos de pano formam orquestras e rodas. E o frio do inverno chapadeiro pede por um forrozinho animado no Mercado Municipal e por um licor caseiro elaborado segundo antigas receitas de família.
     
Festa de Nossa Senhora de Santana e São Joaquim. 26 de julho Festejos realizados no povoado de Nova Vista com cerimonias religiosas durante o dia e festa dançante à noite.
 
     
Nossa Senhora da Glória 15 de agosto Nossa Senhora da Gloria é a padroeira da cidade. Para os festejos se realiza um novenário junto do oratório dedicado à santa. Conta a história que naquele local havia uma igreja, mas o tempo foi degradando-a, um grupo de andaraienses decidiu juntar forças para a construção do belo oratório onde se celebra esta festa.
     
Festival de Igatu Último final de Semana de Agosto  
     
Cavalgada do Rio Utinga 22 e 23 de setembro Uma noite de festa dançante e no outro dia a Cavalgata do Rio Utinga à Fazenda Santarém.
 
     
São Francisco 04 de outrubro Festa religiosa realizada na Igreja de São Francisco do bairro do Alto do Ibirapitanga. Construída num estilo que reflete a simplicidade do santo de Assis, a igreja é um legado dos padres italianos Luigi Ferrari e Stefano Talenti.
     
Nossa Senhora Aparecida 12 de outubro Festa religiosa em homenagem à padroeira do Brasil que se realiza numa pequena igreja construída na pedra. Esta construção nasceu da mente do professor Fernando Gomes, que sonhou com uma jovem negra, com manto azul e diadema de estrelas, pedindo para que ela viesse morar com essa gente simples e boa de Andaraí. No interior da capela existem pinturas e escritos que remetem ao cordel nordestino, os quais enfeitam as paredes e dão um toque único e singular nesta verdadeira obra de arte encravada na rocha, numa toca de garimpeiro, a beira de um riacho cercada de areia branca e pedras cor de rosa.
     
Aniversário do Assentamento Salubrinho 29 de outubro Nesta data, em 2001, começou o acampamento do Salubrinhio formado, maioritariamente, por filhos dos assentados do vizinho Mocambo. Hoje é considerado uma comunidade que, composta de 40 famílias, manifesta ano a ano seu orgulho de pertencer a um assentamento de Reforma Agraria. Costuma acontecer uma festa noturna com bandas.
 
     
Show da Paz Novembro O Show da Paz faz parte da Festa de Nossa Senhora das Graças e das comemorações da Consciência Negra. Desfilam no palco os artistas locais, grupos de jovens e escolas, todos imbuídos pelo compromisso com a paz.
     
Nossa Senhora do Rosário Outubro É a Igreja Matriz que abriga Nossa Senhora do Rosário. Realiza-se um novenário e no último dia a procissão, acompanhada da Filarmônica, sai às ruas e volta à igreja para a missa. Os antigos dizem que a construção desta Igreja está associada a formação étnico racial dos andaraienses, uma vez que em suas cercanias habitava, majoritariamente, negros e descendentes de escravos, os quais tiveram participação decisiva na consolidação desta Santa como uma das mais cultuadas em Andaraí.
 
     
Festa de Santa Luzia 08 de dezembro Festa realizada no povoado da Residência com cerimonias religiosas e festa dançante pela noite.
 
     
Réveillon da águas 31 de dezembro e 1º de janeiro O Réveillon das águas de Andaraí se realiza as margens do Rio Paraguaçu e reúne festa e espiritualidade. Idealizado por Estrela Dalva há 25 anos atrás, o Réveillon é hoje uma das comemorações mais importantes da cidade e a que atrai maior número de visitantes. Os festejos começam na noite do dia 31, com bandas diversas, que se apresentam no palco, localizado no próprio balneário. Logo depois da virada do ano, ocorre a queima de fogos de artificio. Neste momento a fé se manifesta a beira das águas do Paraguaçu. Baianas, filhos de santo, fieis e simpatizantes de Iemanjá colocam presentes numa pequena barca que é lançada no rio. Perfumes, sabonetes, pentes, espelhos e cartas com pedidos e agradecimentos são carinhosamente dedicados à rainha das águas. No dia 1º a festa continua com a final do tradicional Torneio de Futebol de Areia, muito banho de rio e mais bandas no palco.